Um são-paulino dá lições ao Palmeiras

Marco Aurélio Cunha, dirigente do São Paulo, acompanhou de perto a Série C em 1999 e a B em 2000, quando trabalhava no Figueirense. Conhece as dificuldades do lado menos charmoso do futebol brasileiro e tem uma análise dura em relação às possibilidades de Portuguesa e Palmeiras.?Para a Portuguesa, será um caos. O time não se preparou e não tem uma torcida grande. E o Palmeiras, caso não haja um processo de adaptação, também terá muitos problemas.?Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.