Uma semana livre? Leão queria mais...

A liderança isolada ao fim da quarta rodada do Campeonato Paulista pegou de surpresa o técnico Emerson Leão e os jogadores do São Paulo. Depois de um início de competição bastante acirrado com Santos e Palmeiras, o clube do Morumbi começou a semana sozinho na ponta da tabela, com 12 pontos.Leão disse que "alcançamos a nossa meta que era vencer os quatro primeiros jogos. Só que achávamos que estaríamos dividindo essa liderança com outras duas ou três equipes. E, para minha surpresa, estamos sozinhos na ponta. Agora, a preocupação será maior, já que acontecerá uma inversão e nossos dois próximos jogos serão fora de casa - contra União Barbarense e São Caetano."O lateral Cicinho vai além. Para ele, a pequena vantagem tem de ser mantida a qualquer custo: "Não temos mais que pensar apenas em mais quatro jogos, e sim em vencer tudo daqui para frente."A maior preocupação do treinador ainda é o rendimento do meio-de-campo. Leão está em meio a um dilema. Quando joga no esquema 4-4-2, o meio funciona, as chances surgem, mas o time fica vulnerável. Com o 3-5-2, a defesa mostra a mesma eficiência do ano passado. Em compensação, o São Paulo perde em criação. Leão luta para encontrar o meio termo, que pareceu estar próximo, depois do que viu contra o União São João.O treinador explica: "Até que fiquei satisfeito com a qualidade de criação, mas não com as finalizações. Com todo o respeito ao adversário, mas dava para ter feito cinco (gols), fácil!" A grande dúvida na cabeça do treinador é quem colocar na meia. Nos últimos jogos, Vélber tem entrado como titular, e Danilo como opção para a segunda etapa. "O Vélber começou bem, participou do primeiro gol, mas depois cansou e começou a errar passes. O Danilo entrou no lugar dele, mas ainda está adquirindo um bom condicionamento. Estamos esperando por isso."Esta semana, o técnico terá mais tempo para resolver suas dúvidas. Com a realização da Copa do Brasil e a "pré - Libertadores", o São Paulo só volta a jogar sábado, às 18h, contra o União Barbarense, em Santa Bárbara d?Oeste. "Uma semana também não é o suficiente para condicionar a equipe. O ano mal começou e já estou vendo algumas equipes sofrendo com desfalques de jogadores por contusão ou qualquer outro problema. Não posso correr o risco de perder um jogador importante logo no início de uma temporada", finalizou Emerson Leão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.