União busca equilibrar as finanças

Primeiro clube-empresa no Brasil, o União São João de Araras se encontra numa posição delicada no Campeonato Paulista, disputando a repescagem para fugir do rebaixamento. A vitória inicial sobre a Internacional, por 1 a 0, em Limeira, animou o técnico Arnaldo Lira, que dá a receita para esta fase do Paulista: "Amor, raça e aplicação." Enquanto o time se prepara para o segundo jogo, quarta-feira à noite, em casa, diante do Marília, a diretoria tenta equilibrar as finanças para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. O clube tem sentido muito os efeitos da Lei Pelé, que praticamente liberou os passes aos jogadores. "Além disso, a lei é muito falha e desencoraja os investimentos nas divisões de base", explica Pedro Morgado, diretor de marketing do clube. Tradicional formador de bons jogadores, o União São João encontra dificuldades no mercado nacional e tenta abrir espaço no exterior. Seus últimos negócios no Brasil foram as vendas do lateral-esquerdo Léo para o Santos e do volante Fabrício ao Corinthians. Para quitar alguns débitos, recentemente, o time emprestou o artilheiro Galvão para o Servette, da Suíça, por US$ 200 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.