União reclama da arbitragem em Mogi

O União São João não se encontrou em campo, sendo presa fácil para o Corinthians que colocou toda sua superioridade em campo e goleou por 6 a 1. Mesmo assim o time de Araras reclamou do árbitro Rodrigo Martins Cintra. "Ele prejudicou nosso time. O primeiro gol foi mão", jurava o técnico Arnaldo Lira. O atacante Borges fez coro ao treinador. "O árbitro nos prejudicou, mas não podemos nos abater. Temos um compromisso difícil na próxima rodada contra o Marília e temos que nos concentrar nesta semana nisso. Só fiquei bravo porque o juiz deixou eles cavarem faltas e ainda ficou me xingando", completou.O União mantinha uma invencibilidade na competição. já que vinha de cinco rodadas sem perder. A última derrota ocorreu há um mês, no dia 4 de fevereiro para o Paulista, por 3 a 0, em Jundiaí. "Temos que manter a toada. Esta derrota não pode alterar o planejamento, porque foi um resultado anormal", avisou Lira.O time agora começa a se preparar para a 12ª rodada, quando enfrentará o Palmeiras, em São Paulo. "Será outra pedreira, mas não podemos escolher adversários", disse o goleiro Gilson, lamentando os seis gols sofridos. O União continua com 13 pontos ganhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.