União São João protesta contra juiz

Na luta para fugir do rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro, o lanterna União São João começa a se debater. Mesmo tendo vencido seu primeiro jogo somente na décima rodada, quando fez 3 a 2 no Sport Recife, em casa, a diretoria resolveu protestar formalmente junto ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) com uma representação contra o árbitro carioca Djalma José Beltrami Teixeira. O juiz é acusado de ter cometido vários erros durante a partida, o principal deles um pênalti, que, na visão dos dirigentes de Araras, seria inexistente e que resultou num gol para o time pernambucano. A queixa foi acompanhada de uma fita com imagens do jogo e, especificamente, do lance em discussão. O técnico Roberto Cavalo continua preparando o time para o próximo jogo pela Série B, diante do Londrina, domingo, no Paraná. O lanterna União só tem três pontos em 10 jogos.

Agencia Estado,

01 de julho de 2003 | 19h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.