Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

União vence por 1 a 0 e complica Lusa

A Portuguesa fez uma se suas piores exibições na Série B do Campeonato Brasileiro e perdeu para o União São João por 1 a 0, nesta terça-feira, no estádio Hermínio Ometto, em Araras. A equipe de Araras, lanterna da competição, pressionou o time da capital, e a vitória só não foi maior pela falta de categoria dos seus atacantes. O resultado complica muito a situação da Portuguesa, que permanece em 12º lugar no torneio, com 22 pontos em 17 jogos, e pode perder posições, depois dos outros confrontos da rodada.A partida foi disputado em Araras, mas poderia ser considerado um campo neutro, já que a torcida local, diante da má campanha do União São João, compareceu em número muito pequeno ao estádio Hermínio Ometto: apenas 1.206 pessoas, sendo que apenas 206 pagantes, já que a diretoria do União fez uma promoção para que os primeiros 1.000 torcedores não pagassem ingresso.No primeiro tempo, as melhores chances foram do União, que pressionou em busca do gol. Aos 16, em cobrança de falta, Juliano bateu forte e deu trabalho ao goleiro Gléguer. Dois minutos depois, Galvão arriscou da intermediária, mas o goleiro da Portuguesa fez outra firme defesa.Aos 22, um lance polêmico: num ataque do União pela direita, o volante Capitão tocou com a mão na bola na lateral da área. O árbitro Paulo Roberto Ferreira marcou pênalti, mas depois de consultar o auxiliar, apesar da reclamação do time da casa, voltou atrás e assinalou a falta fora da área. Na cobrança, Juliano bateu por cima do gol.A Portuguesa só resolveu atacar depois dos 35 minutos, quando Cláudio fez boa jogada individual dentro da área, mas, desequilibrado, chutou para fora. Um minuto depois, o União teve a melhor oportunidade. Galvão aproveitou um bom cruzamento da direita e, de cabeça, acertou a trave de Gléguer. O meia Juliano, o melhor em campo, fez jogada individual aos 43 e bateu forte. Gléguer fez outra boa defesa.Na volta do intervalo, o técnico Luís Carlos Martins tentou tornar a Portuguesa mais ofensiva, com a entrada do atacante Danilo, no lugar do volante Lello. Depois, Martins ainda substituiu o inoperante Müller por Celsinho. Mas a equipe não reagiu e não conseguia criar chances de gols.Aos 13 minutos, a Portuguesa pagou por sua ineficiência. Em cobrança de falta pela direita, a bola foi desviada pela defesa, Galvão pegou a sobra e tocou de cabeça, abrindo o placar. Aos 35, o União poderia ter ampliado: em outro cruzamento, Galvão cabeceou com perigo. O goleiro Gléguer fez mais uma grande defesa, espalmando para escanteio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.