União vence São Paulo de virada

O União São João virou o jogo contra o São Paulo, depois de sair perdendo por 3 a 1 no primeiro tempo, e venceu por 4 a 3 esta tarde, em Araras. Com esse resultado, o São Paulo perdeu a chance de assumir a liderança isolada do Campeonato Paulista. Foi a segunda derrota consecutiva do tricolor, que na semana passada perdeu, diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, uma invencibilidade de nove partidas. Dois gols de pênalti do centroavante França nos primeiros 14 minutos de jogo e um golaço de Júlio Baptista, aos 35 minutos do primeiro tempo, deram a impressão que o São Paulo venceria o jogo, que teve péssima arbitragem de Paulo César de Oliveira e Luciano Quilichini. O time de Oswaldo Alvarez, no entanto, foi prejudicado pelos próprios erros, ao atuar com apenas nove jogadores a partir dos 26 minutos do primeiro tempo. Alexandre e Luís Fabiano foram expulsos no primeiro tempo por agressões a adversários. O time, que apresentava sérios problemas na defesa, desabou de vez, sofreu quatro gols e perdeu a chance de chegar à liderança do Campeonato Paulista. O São Paulo tem 21 pontos, contra 22 da Ponte Preta, que amanhã enfrenta a Internacional, em Limeira. Além disso, se Rio Branco (20 pontos), São Caetano (19) e Portuguesa vencerem seus jogos amanhã, o São Paulo cairá da vice-liderança para a 5ª posição na tabela.Logo no primeiro minuto de jogo, o juiz Paulo César de Oliveira marcou equivocadamente um pênalti a favor do São Paulo. O zagueiro Aílton Santos, do União, saiu jogando mal e entregou a bola para França. O centroavante do São Paulo lançou rapidamente Luís Fabiano, que entrou na área e foi tocado por Bernardi, numa jogada normal. França bateu o pênalti no canto esquerdo e marcou.O União São João foi ao ataque tentando o empate e criou uma boa chance de gol aos 5 minutos de jogo. Rogério Ceni fez grande defesa. O time de Araras dominava a partida quando Carlos Miguel driblou um adversário e foi derrubado na área, aos 14 minutos. França bateu novamente no canto esquerdo e fez seu 131º gol com a camisa tricolor.Apesar dos 2 a 0, o time do São Paulo demonstrava nervosismo. Aos 23 minutos, Alexandre chutou Robertinho após uma bola dividida e foi expulso. Três minutos depois foi a vez de Luís Fabiano agredir um jogador do União, Gilberto, e receber cartão vermelho. O jogador do São Paulo partiu para cima do árbitro e só não o agrediu porque foi contido por Maldonado e Rogério Ceni.O União, que jogou sem Andrei, artilheiro do campeonato com 10 gols, partiu novamente para o ataque quando Fábio Simplício e Júlio Baptista trocaram passes em alta velocidade e Júlio fez o gol mais bonito da partida. Num pênalti inexistente de Carlos Miguel em Rafael, marcado por Quilichini, Domires Júnior fez 3 a 1.No segundo tempo, Celso, de cabeça, fez o segundo gol do União, logo aos 3 minutos. Aos 39, o lateral Flávio cruzou para Bernardi, que, de cabeça, empatou o jogo. Aos 45, o veterano Aílton, ex-Flamengo, Fluminense e Grêmio, entrou com a bola dominada pela direita e chutou cruzado, no canto direito de Rogério. Após o jogo, o goleiro do São Paulo reclamou com os juízes. O caso poderá constar da súmula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.