Divulgação/Bruno Haddad
Divulgação/Bruno Haddad

Único time 100% no Rio, Fluminense já mira vantagem no mata-mata

Diego Cavalieri mostra otimismo para início de temporada, mas pondera: 'Temos muito a melhorar'. Próximo rival é o Boavista

Estadão Conteúdo

10 de fevereiro de 2015 | 10h01

Único time com 100% de aproveitamento nas três rodadas iniciais do Campeonato Carioca, o Fluminense festeja o bom início na competição. O goleiro Diego Cavalieri destaca a importância do time abrir distância para os rivais e tentar assegurar o primeiro lugar para ter vantagens na sequência do torneio, nas semifinais e na decisão. Ele avaliou também que o time ainda pode evoluir.

"Temos que fazer pontuação boa agora, até porque se terminarmos na frente teremos vantagem lá na frente. Então quanto mais pontos somarmos, mais tranquilidade teremos. Mas é só o começo. Essas três vitórias nos dão confiança, moral. Temos muito a melhorar ainda. Apresentamos alguns defeitos, mas tudo dentro do esperado, por ser início de temporada, por ser um grupo que está se reestruturando. Estamos no caminho certo e a tendência é de que o time evolua muito mais", disse.

Cavalieri lembrou que o Fluminense manteve a sua proposta de jogo mesmo encontrando dificuldades nos seus primeiros compromissos, com triunfos suados diante de Friburguense e Bangu, ambos por 2 a 1, e uma virada sobre o Duque Caxias, que acabou sucumbindo e sendo goleado por 4 a 1.

"Vamos estar sempre buscando melhorar, tanto como equipe quanto no individual. Fazendo isso, a qualidade do grupo aumenta. A equipe vem mostrando maturidade, não está se desesperando com os problemas que aparecem durante os jogos, sempre agredindo o adversário. O importante é que o trabalho está sendo bem feito e essas vitórias servem para nos mostrar que estamos no caminho certo", afirmou.

O Fluminense volta a campo para defender a sua liderança e a campanha perfeita no Campeonato Carioca na próxima quinta-feira, às 17 horas, diante do Boavista, em Bacaxá, pela quarta rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.