Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

United derrota Tottenham, mantém boa fase e encerra jejum

Resultado garante aos anfitriões o quarto lugar, com 56 pontos

Estadão Conteúdo

15 Março 2015 | 15h21

O Manchester United manteve o bom momento no Campeonato Inglês. Neste domingo, a equipe venceu o Tottenham por 3 a 0, em casa, e alcançou a terceira vitória consecutiva na competição. De quebra, encerrou um jejum de cinco jogos contra o adversário - não o vencia desde 2012. O resultado garantiu aos anfitriões o quarto lugar, com 56 pontos, sendo que o Liverpool, quinto colocado, tem 51 e jogará nesta segunda contra o Swansea, fora de casa. Já o Tottenham caiu uma posição e agora está em sétimo, com 50 pontos.

Com a torcida a seu favor, o Manchester não teve dificuldades para alcançar a vitória. Logo aos nove minutos, Carick deu belo passe para Fellaini, que invadiu a área pelo lado esquerdo e bateu cruzado para abrir o placar. Dez minutos mais tarde, a mesma dupla participou do segundo gol. Após cobrança de escanteio, Fellaini cabeceou, a zaga cortou parcialmente e Carrick apareceu para ampliar de cabeça.

O time da casa não tirou o pé, manteve a superioridade e ampliou aos 34 minutos com Rooney. O atacante aproveitou um erro de passe do adversário, roubou a bola, se livrou de dois marcadores e bateu no canto de Lloris. Na comemoração, Rooney imitou um pugilista que ia à lona em referência a um vídeo seu que circulou pela internet em que ele luta boxe de brincadeira com um amigo na cozinha de casa, leva um jab e cai apagado.

Na etapa final, os donos da casa passaram a tocar mais a bola, seguraram o resultado e garantiram mais três pontos. As duas equipes voltam a jogar pelo Inglês no sábado. O Manchester United visita o Liverpool e o Tottenham recebe o Leicester.

Em outro jogo do Inglês neste domingo, o Everton bateu o Newcastle por 3 a 0 em casa. James McCarthy, Lukaku (de pênalti) e Barkley marcaram os gols da partida. O resultado manteve o time da casa na 14ª colocação, com 31 pontos, enquanto os visitantes estão em 11º lugar, com 35.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.