United escapa de derrota para Villa com gols no final

O Manchester United conferiu duas vezes nos minutos finais e conseguiu um empate de 2 x 2 com o Aston Villa neste sábado, quando parecia que o time caminhava para sua primeira derrota na atual temporada do campeonato inglês.

MIKE COLLETT, REUTERS

13 de novembro de 2010 | 15h21

O reserva Federico Macheda e o zagueiro Nemanja Vidic garantiram os gols que ampliaram a invencibilidade do United para 26 partidas, incluídas todas as competições, desde sua última derrota em abril - seu melhor resultado em 11 anos.

Mas essas cifras disfarçam um desempenho preocupante para o time, que soma seis empates nos sete jogos disputados fora de casa e não mostrou a forma de um campeão em potencial.

Após um primeiro tempo sofrível e sem graça, um Villa rejuvenescido tomou a dianteira quando Ashley Young bateu um pênalti aos 27 minutos da etapa complementar após sofrer falta de Wes Brown.

Marc Albrighton duplicou a vantagem faltando 14 minutos para o encerramento ao finalizar um contra-ataque soberbo, chutando no alto depois de receber um cruzamento perfeito de Stewart Downing.

Mas o United não entregou os pontos, e apesar de raramente jogar bem na atual temporada, lutou e se recompôs quando Macheda chutou a gol de uma distância de 20 metros aos 36 minutos, ressuscitando as esperanças de se manter imbatíveis.

O time fez exatamente isso quatro minutos mais tarde, quando Nani abriu caminho e cruzou para Vidic, que salvou um ponto com uma cabeçada junto à trave.

Alex Ferguson, técnico do United, disse ao canal de TV Sky Sports News: "Acho que perdemos uns seis gols no segundo tempo, e eles também tiveram algumas ótimas chances."

"Parabéns ao Aston Villa, eles não nos deram tempo de segurar a bola. Partiram para cima de nós no contra-ataque sem descanso."

O treinador do Villa, Gerard Houllier, afirmou: "Se alguém tivesse dito antes do jogo que iríamos empatar com o Manchester United levando em conta o número de novatos no time, teríamos aceitado esse resultado."

"Mas quando se assiste ao segundo tempo, achamos que deveríamos ter vencido, porque acertamos a trave e o travessão e tivemos outras grandes chances. Mas é o Manchester United, e mesmo com 2 x 0 nunca se está seguro."

Embora tenha evitado a derrota, o United continua em segundo, três pontos atrás do Chelsea com uma partida a mais. Os londrinos podem ampliar sua liderança para seis pontos se derrotarem o Sunderland no domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTINGLESUNITED*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.