Ivan Alvarado/Reuters
Ivan Alvarado/Reuters

Universidad do Chile desiste e deixa Soteldo próximo de reforçar o Santos

Meia-atacante venezuelano deve ser o primeiro reforço do alvinegro para a temporada

Redação, Estadão Conteúdo

09 Janeiro 2019 | 18h49

Yeferson Soteldo deve ser o primeiro reforço do Santos para a temporada 2019. Nesta quarta-feira, a Universidad de Chile anunciou que desistiu das negociações para manter o meia-atacante venezuelano no seu elenco, deixando o caminho aberto para a direção do clube paulista fechar a sua contratação, em uma negociação que estava adiantada, de acordo com o presidente José Carlos Peres.

"O jogador Yeferson Soteldo não fará parte da equipe profissional da Universidad de Chile para a temporada 2019. O clube fez todos os esforços econômicos, administrativos e operacionais para ter o mais cedo possível o jogador incorporado ao trabalho de pré-temporada", afirmou a Universidad de Chile em comunicado.

"No entanto, na noite de terça-feira, nossa gestão esportiva, via e-mail, informou à diretoria do Huachipato que a Universidade do Chile pôs fim a essas conversas, depois de esgotar todas as instâncias de negociação com as diferentes partes competentes nessa transferência", acrescenta o clube de Santiago.

De acordo com a Universidad do Chile, as negociações foram frustradas por exigências dos empresários de Soteldo. Além disso, o clube aponta que o Huachipato comunicou ter recebido uma oferta do exterior pelo jogador, o que coincide com as recentes declarações de Peres do interesse santista no venezuelano.

"Com os representantes do jogador houve total concordância em diferentes momentos da negociação para selar sua continuidade. No entanto, demandas repentinas, incompreensíveis e inviáveis, arruinavam constantemente os acordos acertados pelas partes. Posteriormente, o Huachipato Club nos informou que recebera ofertas do exterior, que estavam avaliando", acrescenta a Universidad de Chile.

Soteldo, de 21 anos, tem apenas 1,60m de estatura, tendo atuado no último ano pelo clube de Santiago, por empréstimo. O meia-atacante iniciou a sua carreira no venezuelano Zamora, sendo campeão nacional pelo clube e ainda fazendo parte seleção que foi vice-campeã mundial sub-20 em 2017.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.