Uruguai abre as Eliminatórias com goleada sobre a Bolívia

Time celeste sai na frente na classificação pelo saldo de gols; bolivianos são acusados de briga por prêmiação

Brian Homewood, Reuters

13 de outubro de 2007 | 17h40

O Uruguai começou sua campanha nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 com uma goleada por 5 a 0 sobre a Bolívia, neste sábado. Os visitantes, que jogaram o segundo tempo com dez homens, caíram em meio aos comentários de que seus jogadores estavam envolvidos em uma briga a respeito de premiações na véspera do jogo. A imprensa boliviana disse que a federação num dado momento anunciou uma equipe de emergência no caso de o time principal se recusar a viajar e ameaçou os jogadores com uma suspensão de dois anos. Os três atacantes do Uruguai, Luis Suarez, Diego Forlan e Sebastian Abreu, marcaram antes da entrada dos outros atacantes Vicente Sanchez e Carlos Bueno, que completaram o placar. A Bolívia teve o meio-campista Ronald Garcia expulso aos 41 minutos do primeiro tempo, depois de ter recebido dois cartões amarelos em seis minutos.  URUGUAI5Fabián Carini; Maximiliano Pereira    , Andrés Scotti, Diego Godín, Jorge Fucile; Diego Pérez, Pablo García, Cristian Rodríguez; Luis Suárez (Vicente Sánchez), Sebastián Abreu (Carlos Bueno) y Diego Forlán (Mario Regueiro)Técnico: Oscar Tabárez BOLÍVIA0Sergio Galarza; Miguel Hoyos (Nicolás Suárez), Ronald Raldes    , Santos Amador    , Lorgio Ávarez; Hernán Soliz (Diego Cabrera), Sacha Lima, Roland García    , Joselito Vaca; Marcelo Martins Moreno y Jaime Moreno (Jaime Cardozo)Técnico: Edwin SanchezGols: Luis Suárez, aos 4, e Diego Forlán, aos 38 minutos do primeiro tempo; Sebastián Abreu, aos 3, Vicente Sánchez, aos 22, e Carlos Bueno, aos 37 minutos do segundo tempo.Árbitro: Ruben Selman (CHI)Renda: Não disponívelPúblico: 35 mil (estimado)Estádio: Centenário, em Montevidéu (URU)A partida foi disputada diante de um Estádio Centenário ocupado somente pela metade, depois que a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) chegou quase a dobrar os preços dos ingressos comparados com os das eliminatórias para a Copa 2006 em meio a grandes protestos. O Uruguai rapidamente tomou o controle da partida quando Suarez, atacante do Ájax Amsterdam, driblou seu marcador e fez seu gol com um chute de esquerda, seu primeiro para seu país, aos quatro minutos de jogo. O goleiro da Bolívia, Sergio Galarza, colocou as duas mãos na bola, mas não conseguiu evitar o gol do jogador de 20 anos. Forlan fez o segundo aos 38, completando o cruzamento de Andres Scotti com um voleio de direita. Abreu marcou o terceiro aos três minutos do segundo tempo, sua segunda tentativa após a primeira ter sido tirada em cima da linha por Ronald Raldes. O atacante Sanchez, que mora no México, substituiu Suarez aos 20 do segundo tempo e acrescentou o quarto gol três minutos depois. Então, Bueno, que substituiu Abreu, fez 5 x 0 restando apenas sete minutos para o final da partida.

Tudo o que sabemos sobre:
EliminatóriasCopa 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.