Martin Bernetti/AFP
Martin Bernetti/AFP

Uruguai corta Sánchez e Cavani e mantém Arrascaeta para torneio amistoso

Seleção uruguaia vai participar da China Cup nos dias 22 e 25 de março

Redação, Estadão Conteúdo

12 de março de 2019 | 21h33

O técnico Oscar Tabárez anunciou nesta terça-feira a convocação final da seleção uruguaia para a China Cup. Dos 27 chamados inicialmente, quatro foram cortados e não jogarão o torneio amistoso, entre eles o meio-campista Carlos Sánchez, do Santos, e o atacante Cavani, do Paris Saint-Germain. O meia Arrascaeta foi mantido na lista.

Tabárez havia anunciado a pré-convocação no início do mês. E a manutenção de Arrascaeta será lamentada pelo Flamengo, que perderá o meia uruguaio para a reta final da Taça Rio. Por outro lado, o Santos poderá celebrar a presença de Sánchez nas quartas de final do Campeonato Paulista, para a qual o time já está classificado.

Outro cortado por Tabárez, Cavani deixou a lista por motivos físicos. Em nota, a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) explicou que o atacante "não se encontra em condições de ser convocado para a seleção para a disputa da China Cup devido à lesão em recuperação na parte posterior de seu quadríceps direito".

Se não contará com Cavani, o Uruguai terá seus outros principais destaques para o torneio, como os zagueiros Godín e Giménez, do Atlético de Madrid, e o atacante Luis Suárez, do Barcelona.

O Uruguai estreia na China Cup no dia 22, quando encara o Usbequistão em Nanning. Se vencer, vai encarar no dia 25 o vencedor do confronto entre China e Tailândia, na mesma cidade. Em caso de derrota, pegará o perdedor deste mesmo duelo.

Em baixa desde a disputa da última Copa do Mundo, em que caiu nas quartas de final para a França, o Uruguai soma uma vitória e quatro derrotas de lá para cá. Em Nanning, lutará pelo bicampeonato da China Cup, uma vez que conquistou o torneio amistoso no ano passado.

Confira a lista final da seleção uruguaia:

Goleiros: Muslera (Galatasaray), Martín Silva (Libertad) e Martín Campaña (Independiente).

Defensores: Diego Godín (Atlético de Madrid), Sebastián Coates (Sporting-POR), José Giménez (Atlético de Madrid), Giovanni González (Peñarol), Martín Cáceres (Juventus), Mathias Suárez (Montpellier), Diego Laxalt (Milan) e Marcelo Saracchi (RB Leipzig).

Meio-campistas: Nahitan Nández (Boca Juniors), Lucas Torreira (Arsenal), Matias Vecino (Inter de Milão), Rodrigo Bentancur (Juventus), Nicolás Lodeiro (Seattle Sounders), Federico Valverde (Real Madrid), Arrascaeta (Flamengo) e Gastón Pereiro (PSV Eindhoven).

Atacantes: Jonathan Rodríguez (Cruz Azul-MEX), Maxi Gómez (Celta de Vigo), Cristhian Stuani (Girona-ESP) e Luis Suárez (Barcelona).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.