EFE/Javier Valdés Larrondo
EFE/Javier Valdés Larrondo

'Uruguai nunca chega aos torneios como favorito', diz Cavani

Atacante do PSG é a principal estrela da equipe de Óscar Tabárez

Estadão Conteúdo

11 de junho de 2015 | 18h17

Atual campeã, a seleção uruguaia não é uma das favoritas para a edição 2015 da Copa América. Quem garantiu foi justamente o maior destaque da equipe no Chile, o atacante Cavani. Seja pelo envelhecimento da geração ou pela ausência de Luis Suárez, ainda suspenso, o jogador do Paris Saint-Germain avaliou que seu time não está entre os principais candidatos ao título.

"Se somos os favoritos para ganhar a Copa América? Eu acredito que o Uruguai nunca chegou como favorito a lugar nenhum, nós devemos confiar em nosso trabalho", declarou nesta quinta-feira.

A estreia uruguaia na competição acontecerá neste sábado, diante da Jamaica. E mesmo diante da fragilidade do adversário, com pouquíssima tradição no futebol, Cavani espera um jogo bastante difícil em Antofagasta. "Toda partida é difícil e a Jamaica tem como qualidade o físico e nós estamos conscientes disso."

Se mostrou conhecimento sobre o time jamaicano, Cavani ficou devendo no quesito geográfico. "É mais um time africano, em que todos sabem que a forma física é uma qualidade", declarou o jogador, esquecendo que, na verdade, a Jamaica está localizada na América.

Mais tarde, Cavani utilizou as redes sociais para se desculpar pelo comentário. "Na minha mente fiz uma comparação entre os estilos e as características da seleção com os times africanos, mas na verdade me expressei pela metade e saiu bastante mal. De todas as formas, peço desculpas públicas e espero que levem com humor meu erro, e não como uma ofensa", escreveu no Twitter.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa AméricafutebolUruguaiCavani

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.