Victor R. Caivano/AP Photo
Victor R. Caivano/AP Photo

Uruguai vê confronto contra a Nigéria como jogo da vida

Oscar Tabárez admite que derrota para a Espanha 'já era esperada'

Raphael Ramos - Enviado Especial, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2013 | 07h33

RECIFE - O Uruguai vai para o tudo ou nada, quinta-feira, contra a Nigéria, em Salvador, pela segunda rodada da Copa das Confederações. Desde o sorteio dos grupos, em dezembro do ano passado, o técnico Oscar Tabárez sabe que a classificação da sua equipe para a semifinal depende de uma vitória diante dos africanos. Por isso, ele não lamentou a derrota por 2 a 1 para a Espanha, domingo.

“A gente perdeu contra o rival que gente deveria perder. Agora vamos decidir a nossa sorte no próximo jogo, que é o mais importante”, disse Tabárez.

A derrota para a Espanha sempre esteve nas contas do uruguaio. “Se a Espanha ganha de goleada da Itália (4 a 0 na final da Eurocopa) porque não vai ganhar do Uruguai?”, indagou.

Ele, inclusive, esperava perder por uma placar mais elástico depois de ver os campeões do mundo tomarem conta do jogo no primeiro tempo. “O resultado poderia ser catastrófico para a gente. Mas no segundo tempo, conseguimos fazer um gol e eles nenhum.”

A atuação nos minutos final da partida contra os espanhóis não deixou apenas Tabárez animado para a sequência da competição. O volante Lodeiro, do Botafogo, sonha até com o título. “Podemos brigar contra qualquer adversário”, disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.