Reprodução Twitter Flamengo
Reprodução Twitter Flamengo

Arrascaeta veste camisa 14 do Flamengo e avisa: 'Desafio é ganhar tudo'

'Estou onde deveria e gostaria de estar', afirma o uruguaio em sua apresentação oficial

Redação, Estadão Conteúdo

14 de janeiro de 2019 | 17h58

O Flamengo apresentou oficialmente, nesta segunda-feira à tarde, o meia Arrascaeta, contratado após polêmica negociação com o Cruzeiro. O jogador uruguaio disse que o seu maior desafio será ganhar todos os torneios que o time carioca vai disputar na temporada.

"Estou onde deveria e gostaria de estar. Estou feliz. Futebol é isso. Jogador pode sair, ficar. Meu foco é o Flamengo. Retribuir em campo o carinho recebido da torcida. O desafio é ganhar tudo que pudermos", disse o jogador, que vai vestir a camisa 14.

O atleta ainda não está no melhor da forma física. "Temos que ir passo a passo para ficar forte fisicamente e mentalmente. Vamos conversar com o técnico, com o preparador, conhecer o grupo. Fundamental para ver quando estarei pronto."

Arrascaeta prevê um ano agitado também pela seleção uruguaia, quando defenderá sua equipe em solo brasileiro, na Copa América. "O Uruguai tem grandes jogadores. Será um ano importante para mim, com Copa América. Isso será uma motivação grande também."

Autor de um gol na decisão diante do Corinthians na Copa do Brasil ano passado, o meia pretende ser decisivo em futuras decisões pelo time rubro-negro. "Estou chegando agora. Minha parte é tentar ser decisivo a cada jogo, com todo grupo. Aproveitar essa oportunidade, temos um grande elenco. Nossa responsabilidade será grande. Se eu estiver fisicamente bem, quero ir para todos os jogos. São muitos jogos no Brasil, e teremos muitos decisivos no ano."

Ao mesmo tempo, Arrascaeta não se considera titular absoluto da equipe. "Jogador tem que brigar sempre para jogar. Isso fortalece o elenco. O técnico terá uma dor de cabeça boa com tantos jogadores de qualidade."

O jogador também comentou sobre o relacionamento com Gabriel, outro novo contratado do Flamengo. "Estamos fazendo uma amizade boa. E isso vai ser bom para levarmos dentro do campo. Ele tem muita qualidade."

Marcos Braz, vice-presidente do Flamengo, que também participou da entrevista coletiva, revelou que o jogador tem contrato até o fim de 2023, mas preferiu não falar dos números que envolveram a negociação com o Cruzeiro. "Não é dia de falarmos de valores. "Em nenhum momento aliciamos jogador. Não houve nenhum tipo de notificação. Por isso não posso responder por isso."

E completou o dirigente: "É mais um dia de felicidade. A contração que mais nos deu trabalho, mas queríamos muito fazer, pela importância, pelo histórico de seleção do Uruguai. Importantíssimo no Brasil nos últimos anos. Agora é com ele".

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoArrascaeta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.