Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Marcos de Paula/AE - 23/9/2010
Marcos de Paula/AE - 23/9/2010

Uruguaio Loco Abreu reclama do Botafogo e é repreendido por Joel Santana

Atacante pediu para time mudar forma de jogar, e técnico rebateu: 'quem traça ordem aqui sou eu'

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2011 | 10h25

RIO - Além de ter desaprovado a atuação do Botafogo na vitória por 2 a 1 sobre o Duque de Caxias, nesta quinta-feira, Joel Santana também não gostou das declarações de Loco Abreu após a partida. O uruguaio criticou a postura da equipe e disse que ela teria perdido o confronto se enfrentasse um rival de maior qualidade. Acabou repreendido pelo treinador.

"Temos de mudar nossa forma de jogar. É só marcação, marcação, marcação. O outro time sempre tem mais posse de bola e estamos sempre correndo atrás dela. Não dá. Contra uma equipe mais qualificada, o resultado poderia ser outro", desabafou Loco Abreu, referindo-se ao fato de o Duque ter saído na frente no placar e o Botafogo ter sido obrigado a buscar a virada no segundo tempo.

Joel não deixou barato ao ser informado pelos repórteres da crítica do uruguaio à estratégia do time. "Esse Loco está falando muito. Esse Loco está falando muito. Se ele não concorda com algo, venha falar comigo", disse, irritado, o normalmente bem humorado treinador. "Quem traça ordem aqui sou eu. Aqui é olho no olho. Se acontecer alguma coisa, o primeiro pescoço é o meu. A diretoria contrata, o técnico escala e jogador tem de jogar."

Loco Abreu e Joel já haviam entrado em atrito no ano passado, após a partida contra o Prudente, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Com gestos de desaprovação, o atacante reclamou de ter sido substituído e, como castigo, perdeu a posição de titular. Só a recuperou depois de algumas rodadas, para não sair mais do time.

Veja também:

linkJoel critica 'distúrbio individualista' da equipe

linkBotafogo vence o Duque na Caxias por 2 a 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.