Yves Herman/Reuters
Yves Herman/Reuters

Vadão aponta que seleção só será reformulada após a Olimpíada de 2020

Eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo não fará treinador repensar o grupo do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

23 de junho de 2019 | 20h29

Eliminada pela França no Mundial Feminino, a seleção brasileira só vai passar por reformulação após a Olimpíada de Tóquio, que será disputada no ano que vem. O aviso foi dado pelo técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, neste domingo, em entrevista coletiva, após a partida em que a equipe nacional perdeu por 2 a 1 para as anfitriãs da competição, em confronto definido apenas na prorrogação e válido pelas oitavas de final.

"Eu não posso chegar aqui e dizer que não vou usar jogadoras do nível de Formiga, Cristiane e Marta. Uma grande renovação na seleção só vai acontecer após a Olimpíada", disse Vadão, que elogiou a atuação de suas jogadoras. "Chegamos desacreditados. Sem tempo para treinar, com jogadoras machucadas, mas sabíamos que conseguiríamos um bom nível após apenas 15 dias de treinos em Portugal."

O treinador, que pela segunda vez consecutiva é eliminado nas oitavas de final de um Mundial com a seleção brasileira - caiu para a Austrália em 2015 -, disse que gostou da produção da equipe na competição. "Jogamos bem os quatro jogos. Oscilações acontecem dentro de um campeonato. Ninguém consegue jogar bem o tempo todo. As disputas são equilibradas, pois temos as melhores equipes do mundo em ação."

Vadão revelou que sentiu muito a saída de Cristiane, por causa de lesão, aos cinco minutos da prorrogação, quando o placar estava em 1 a 1. "Sabíamos da força das francesas na bolas aéreas e das variações de jogadas. E a Cristiane sempre era uma boa alternativa para bloquear essas bolas", disse o treinador brasileiro, que elogiou as adversárias. "França é uma belíssima equipe. devidamente preparada para ganhar a Copa do Mundo."

Sobre sua situação no comando da seleção, Vadão mostrou-se tranquilo para dar sequência ao trabalho. "Depende do presidente (da CBF, Rogério Caboclo). Fizemos uma boa Copa do Mundo. Tenho compromisso até a Olimpíada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.