Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Vadão cobra evolução da seleção feminina em despedida de torneio amistoso

Brasil enfrenta os Estados Unidos nesta terça-feira, pela She Believes Cup

Redação, Estadão Conteúdo

04 de março de 2019 | 21h14

Na véspera da despedida do Brasil na She Believes Cup, o técnico Vadão cobrou evolução da seleção feminina no duelo contra os Estados Unidos, nesta terça-feira. Ele está preocupado com o crescimento da equipe visando o Mundial, que será disputado na França, entre junho e julho.

"Precisamos melhorar em algumas coisas que pecamos demais. Por exemplo, perder um jogo para o Japão de 3 a 1, da maneira como foi o jogo, é muito difícil, foram vacilos. Perdemos o poder de concentração", disse o treinador, referindo-se ao jogo anterior da seleção.

Para Vadão, a equipe precisa mostrar maior atenção na despedida. "Precisamos ter mais atenção e estarmos ligados na partida, porque a pressão já está treinada é eficiente, assim como nós roubamos muito a bola, tomamos gol em detalhes. Nas finalizações precisamos ter um pouco mais de eficiência, porque a gente cria situações e não estamos executando com eficácia", ponderou.

Apesar das cobranças, o técnico admite que o confronto será complicado. "Espero um jogo difícil, o perfil do torneio já era muito difícil. Inglaterra, Japão e EUA são todas favoritas ao título na Copa do Mundo. Os EUA têm por tradição de ser um time que pressiona muito e também tem um trio de atacantes muito bom e experientes, esse tem sido o ponto alto das americanas", comentou.

O último jogo da seleção brasileira no torneio amistoso está marcado para as 22 horas (de Brasília) desta terça. Com derrotas para Japão e Inglaterra, o time comandado por Vadão não tem mais chances de faturar o título.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.