Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Vadão não teve desculpa para derrota

O técnico Oswaldo Alvarez esboçou uma crítica à atuação dos árbitros da partida, Romildo Correia e Tadeu da Cruz, mas de maneira tímida. Ele acredita que houve um pênalti em Harison no primeiro tempo, mas sabe que não poderia encontrar desculpas no desempenho da arbitragem para a derrota do São Paulo. Afinal, o São Caetano dominou o jogo inteiro e mereceu ganhar por 2 a 0, neste domingo, pelo Campeonato Paulista."Foi óbvia a superioridade do São Caetano e não há o que discutir", reconheceu Vadão. A principal preocupação do treinador e dos jogadores do São Paulo após a partida era com a falta de criatividade da equipe. O goleiro do time do ABC paulista, Sílvio Luiz, não fez nenhuma defesa difícil durante os 90 minutos. Teve trabalho apenas em alguns cruzamentos."Corremos bastante, mas, infelizmente, não criamos nada", comentou Rogério Ceni. Vadão ressaltou que o time precisa arriscar mais chutes de longa distância. Neste ano, foram raras as finalizações de fora da área. E lamentou a condição física ruim de alguns jogadores. Carlos Miguel, por exemplo, cansou-se no segundo tempo e não conseguiu correr no fim da partida. "Eu o deixei porque ele disse que agüentaria os 90 minutos", justificou o treinador. Belletti também não suportou o ritmo do jogo. Nos instantes finais da partida, ficou em campo apenas para "fazer número".Vadão, que ainda não encontrou a escalação ideal do São Paulo, terá problemas para a próxima rodada. Rogério Ceni e Gustavo Nery receberam o segundo cartão amarelo e não poderão enfrentar a Matonense, sábado, em Matão. Roger e Alemão serão os substitutos. Desanimada, a equipe decide contra o Fluminense, quarta-feira, no Rio, uma vaga na final do Torneio Rio-São Paulo.Acordo - Enquanto não consegue uma parceria com uma grande empresa, a diretoria do São Paulo procura acordos mais modestos. Nos últimos dias, assinou um contrato de parceria com o Prudentópolis, clube do Paraná, para que haja um intercâmbio de jogadores. O volante Fabrício, o zagueiro Xandão e o lateral-direito Guilherme já tiveram o passe emprestado aos paranaenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.