Vadão teme pela defesa são-paulina

O sistema defensivo é a principal preocupação do técnico são-paulino Oswaldo Alvarez para a partida deste sábado, entre São Paulo e União Barbarense, às 16 horas, em Santa Bárbara D?Oeste. Nos últimos três jogos, a equipe sofreu oito gols e os jogadores já avisaram que o time entrará em campo cauteloso, já que uma derrota deixaria o São Paulo fora da zona de classificação do Campeonato Paulista.Os problemas defensivos foram detectados a partir do jogo contra o Botafogo de Ribeirão Preto, no dia 31, quando o São Paulo foi derrotado por 2 a 1. Uma semana depois, o time levou quatro gols do União São João, na derrota por 4 a 3, e caiu para a terceira colocação no estadual, com 21 pontos. Já na quarta-feira, apesar de se classificar para as oitavas-de-final da Copa do Brasil, o time levou mais dois gols. Venceu o Ceará por 4 a 2.Para Vadão, a grande quantidade de gols sofridos decorre da mudança de esquema tático que o treinador implantou. Do sistema 3-5-2 utilizado no início do ano, ele passou a adotar o 4-4-2. Por outro lado, ele observou que o time está rendendo bem no ataque.Para o zagueiro Rogério Pinheiro, os gols que a defesa vem sofrendo são conseqüência do atual nivelamento entre as equipes paulistas. O zagueiro foi um dos jogadores mais observados pelo técnico da seleção brasileira, Émerson Leão, que esteve nesta sexta-feira pela manhã no Centro de Treinamento para acompanhar a preparação do time.O meia Júlio Baptista também confirmou que o São Paulo vai entrar mais fechado neste sábado. "São duas situações distintas. O desespero maior é do adversário, que luta para não cair", observou. Vadão não revelou a equipe que irá iniciar a partida. Apenas adiantou que o lateral-esquerdo Gustavo Nery, suspenso, será substituído por Alemão. Mas o técnico não disse quem irá escalar no meio-de-campo e ataque, em substituição a Alexandre e Luís Fabiano, respectivamente.Por terem sido expulsos infantilmente contra o União São João, os dois receberam uma multa de 40% em seus salários. As opções para substituí-los são os volantes Fabiano e Maldonado e os atacantes Fabiano Souza e Renatinho. O meia Kaká também tem chances de começar a partida como titular. Mesm sendo originalmente meia-direita, ele sugeriu sua escalação como segundo atacante. "Prefiro atuar chegando próximo à área", observou. A diretoria mandou estampar nas novas camisas, patrocinada pela LG, o nome do jogador com duas letras K.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.