Vaga vale premiação para chilenos

A diretoria da Universidad de Chile não perdeu tempo para motivar seus jogadores nas duas partidas decisivas contra o Santos. Caso o time elimine o concorrente brasileiro na Libertadores da América, cada atleta receberá premiação de US$ 9 mil (R$ 21,6 mil). Um incentivo e tanto para o time chileno, que terá de fazer a segunda partida das oitavas-de-final do torneio na Vila Belmiro, no próximo dia 25. O técnico Héctor Pinto terá pelo menos uma baixa, Cristián Canío, que não se recuperou de contusão no tornozelo. E Waldo Ponce está confirmado. Para essa fase da competição e até o seu restante, Héctor Pinto reforçou o time com três jogadores: Luis Pedro Figueroa, Hugo Droguett e Patricio Galaz. Pelo menos dois deles, Droguett e Figueroa, estarão à disposição do treinador da Universidad. Apesar da preocupação com a dupla santista Robinho e Deivid, os chilenos prometem partir para cima sem mudar suas características: o toque de bola.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.