Vágner Love convence Belluzzo e deve deixar Palmeiras

A situação de Vágner Love está próxima de uma definição. O jogador pode acertar ainda nesta sexta-feira sua saída do Palmeiras e, assim, ficar livre para assinar com o Flamengo. Mesmo sem dinheiro envolvido, todos os participantes da negociação conseguirão lucrar de alguma forma com a transferência.

DANIEL BATISTA, Agencia Estado

08 de janeiro de 2010 | 11h27

O Palmeiras deve economizar cerca de R$ 4 milhões. O valor se refere aos salários que o clube ainda teria de pagar ao atleta, além de luvas, direitos de imagem e comissão para agentes que fizeram a negociação. O jogador não terá vantagem econômica, mas por outro lado vai conseguir se transferir para o Flamengo, como deseja. E o time carioca terá um atacante de alto nível sem ter que gastar por isso.

Love só conseguiu ver as portas do Palmeiras abertas após convencer o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo de que ele permanecer no time não seria uma boa ideia. Além de estar insatisfeito, seria um jogador caro demais para manter no elenco, sendo que a equipe não irá disputar a Libertadores.

Nesta segunda passagem pelo Palmeiras, Vagner Love fez apenas 12 jogos e míseros cinco gols. Ele foi emprestado pelo CSKA Moscou, da Rússia, com contrato até julho desse ano. Mas os problemas extra-campo atrapalharam seu desempenho. O fato de ser frequentemente flagrado em casas noturnas fizeram a moral do jogador com a torcida diminuir rapidamente.

O estopim foi a confusão em que o atleta se envolveu com três torcedores, em dezembro passado, na frente de uma agência bancária. Os torcedores foram cobrar o atleta e a discussão acabou em agressão. Desde então, o jogador vem repetindo sua insatisfação de estar no clube e que sonha defender o Flamengo.

Belluzzo admitiu que a contratação de Love foi uma grande decepção. "Ele foi uma aposta que não deu certo. Erramos", confessou o cartola palmeirense.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasVágner Love

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.