Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Love evita projeções no Corinthians e se diz bem com a camisa 9

Atacante marcou gol e sofreu pênalti na vitória deste sábado

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

29 de junho de 2015 | 11h41

Depois da boa atuação na vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, sábado, quando marcou um gol e sofreu um pênalti, Vagner Love procurou manter a cautela e evita fazer projeções para a sequência do Campeonato Brasileiro. O Corinthians é o sétimo colocado do torneio nacional, com 16 pontos, três a menos do que o líder Sport.

"O campeonato está bem no início. O pessoal da zona da Libertadores está muito perto. É cedo para falar de Libertadores e título. Temos de falar passo a passo, jogo a jogo, ainda mais nesse momento de reformulação do grupo. Sabemos que estamos no caminho certo. Mais para frente, saberemos onde estaremos", disse o atacante, nesta segunda-feira.

Com a saída de Guerrero para o Flamengo, o atacante assumiu a camisa 9 do Corinthians e demonstrou confiança em substituir o peruano. "O número ajuda, ajudou na minha vida inteira. Claro que não adianta ter só a camisa e não correr atrás. Me dá sorte. Quando jogo com a 9 me sinto mais à vontade, mais confiante. As coisas começaram a acontecer comigo vestindo essa camisa."

Apesar de Love ter elogiado o esquema com três atacantes montado por Tite para o jogo com o Figueirense, dificilmente o treinador vai voltar a escalar o time com uma formação tão ofensiva nos próximos jogos. Luciano se apresenta nesta segunda-feira à seleção brasileira sub-22 para a disputa do Pan-Americano do Canadá e aumentará a escassez de atacantes do Corinthians. Luciano só deve retornar depois de 26 de julho.

"Gosto do esquema com três atacantes, eu com Luciano e Malcom nos entendemos muito bem. Meu primeiro gol no Corinthians foi passe do Luciano, no jogo de sábado o Malcom quase me acertou um belo passe também. São jogadores que ajudam muito, têm qualidade individual. Isso ajuda ali na frente. Espero que o Tite possa manter esse esquema para fazermos mais gols", pediu Love.

Em nove rodadas do Brasileirão, o Corinthians marcou apenas oito gols. Tite, inclusive, admite que um dos seus desafios nesse processo de remontagem do elenco é aumentar o poder ofensivo da equipe. Na quinta-feira, o Corinthians recebe a Ponte Preta, no Itaquerão. "Tem mais um jogo importante na quinta-feira, quero entrar bem e fazer meu melhor para ajudar o Corinthians. Se puder ser com gols, melhor ainda", disse Love

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansVagner Love

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.