JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Vagner Love minimiza críticas e espera crescer no Corinthians

'Tenho que matar um leão por jogo', diz camisa 9

Estadão Conteúdo

22 de julho de 2015 | 16h25

Alvo da torcida nos últimos jogos, Vagner Love não se abala com as críticas. Ele admite que ainda não correspondeu às expectativas dos torcedores, mas minimiza as críticas e mostra confiança em sua evolução no Corinthians. "Tenho que matar um leão por jogo aqui por causa da desconfiança da torcida", afirmou nesta quarta-feira, em tom de desabafo.

"Às vezes, você erra uma jogada e a torcida já quer criticar. É preciso lidar com isso. Tenho de matar um leão por jogo por conta da desconfiança, mas isso não me abala", garantiu o atacante, um dos titulares mais contestados da equipe.

O experiente chegou ao clube no início deste ano para ser mais uma opção no ataque corintiano. Fora de forma, demorou para estrear. E não empolgou a torcida em seus primeiros jogos. Love, então, era reserva de Paolo Guerrero, artilheiro do time. A situação mudou com a saída do peruano, no fim de maio. Vagner Love foi alçado à posição de titular e as cobranças aumentaram.

"Estou procurando a cada dia que passa conversar com os companheiros, principalmente com os do meio para frente. As jogadas estão começando a sair, a tendência é melhorar. Estou me adaptando, me encontrando, espero melhorar para fazer gols que o torcedor merece", declarou Love. "Sei do meu valor, meu potencial, sei que posso resolver jogos pelo Corinthians."

TREINO

Love e os demais titulares do Corinthians treinaram na manhã desta quarta, no CT Dr. Joaquim Grava. Os reservas não participaram porque estão em Natal, onde vão disputar um amistoso festivo com o ABC-RN na noite desta quarta. A partida, que celebra o centenário do time da casa, a equipe paulista será comandada pelo técnico Tite.

Sem o treinador, os titulares foram comandados pelos auxiliares Cleber Xavier e Fábio Carille e pelo preparador físico Fábio Mahseredjian. Eles fizeram um trabalho técnico em campo reduzido. O único desfalque da equipe titular foi o volante Bruno Henrique, que fez reforço muscular na academia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.