Vágner Love pede aumento ao Palmeiras

Na semana que antecede a partida contra o Paulista pela semifinal do Paulistão, no próximo domingo, Vágner Love segue monopolizando a atenção no Palmeiras. Além da lesão na coxa esquerda que o tirou do empate contra o time de Jundiaí por 1 a 1, sábado no Palestra, o atacante se tornou o centro de uma briga envolvendo Cláudio Guadagno, seu empresário, e o presidente Mustafá Contursi, que não aceita conceder um reajuste salarial ao jogador, que ganha R$ 7 mil mensais.Cláudio Guadagno se baseia em uma proposta do CSKA, da Rússia, de US$ 6,5 milhões, recusada pelo Palmeiras no ano passado. Nesta segunda-feira, especulações deram conta também de que Vágner Love poderia atuar no Santos, que aceitaria pagar a multa rescisória prevista em seu contrato, de aproximadamente R$ 17 milhões."Realmente fomos negociar com o presidente um aumento para o Vágner. Mas não vejo mal algum nisso", confirmou Cláudio Guadagno. "Só não sei de onde saíram as notícias de que estaria indo para o Santos. Nosso projeto prevê sua permanência no Parque Antártica pelo menos por mais um ano e meio."A atitude do empresário irritou profundamente os dirigentes palmeirenses, principalmente porque o atacante teve seu salário aumentado recentemente e ainda ganhou de Mustafá uma casa no Rio de Janeiro no valor de R$ 100 mil."Recusamos a proposta do CSKA por acharmos que o jogador iria sumir no futebol russo. Mas não queremos atrapalhá-lo. Se quiser ir embora, basta encontrar alguém que deposite o valor da multa e tudo bem", rebateu Antônio Carlos Corcione, diretor jurídico do clube.A situação ficou ainda pior porque Vágner Love recusou-se a morar no flat pago pelo Palmeiras, em frente ao Palestra Itália, alegando que o local não seria adequado para acomodar sua mãe. Dias depois, alugou um apartamento no mesmo prédio em que mora Cláudio Guadagno, mas estaria exigindo que o clube completasse a diferença do valor a ser pago ao inquilino, de cerca de R$ 1.000,00."Não temos nada a ver com isso. Oferecemos um apartamento de R$ 2.500 para ele, mas se acha que o imóvel não está de acordo, tem total liberdade para mudar, desde que arque com os custos a mais", explicou Corcione.Vágner Love segue realizando tratamento intensivo para se recuperar a tempo de enfrentar o Paulista. Na quarta-feira, deverá realizar um exame de ressonância magnética. Só então poderá ser liberado para treinar com bola. "Pelo menos não está mais reclamando de dores", animou-se o médico Vinícius Martins.Reforço? - Nesta segunda-feira, o volante Claudecir esteve na Academia de Futebol tentando negociar seu retorno ao Palmeiras. O volante, que estava no Kashima Antlers, do Japão, não joga desde o final do ano passado.

Agencia Estado,

29 de março de 2004 | 20h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.