Divulgação/ Corinthians
Divulgação/ Corinthians

Vagner Love pede gol rápido do Corinthians para garantir vaga no tempo normal

Centroavante comentou sobre o duelo de terça-feira com o Flamengo na volta das oitavas de final da Copa do Brasil

João Prata, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2019 | 16h12

O atacante Vagner Love concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira e comentou sobre o duelo decisivo do Corinthians com o Flamengo, na terça, no Maracanã, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de ter perdido a partida de ida por 1 a 0 em casa, o centroavante pediu ao time paulista que pressione o adversário no início.

"Um gol rápido é sempre bem-vindo. Se fizermos um gol no começo da partida ou no primeiro tempo temos totais condições de decidir o jogo nos 90 minutos e não levar para os pênaltis", comentou.

A ida ao ataque, no entanto, deve ser feita sem desespero, segundo Love. "É jogar organizado, concentrado, procurar errar o menos possível, ser agressivo na hora da marcação e quando tiver as oportunidades finalizar. Teremos dificuldade grande por jogar fora de casa", prosseguiu o atleta.

O Corinthians vem embalado por quatro vitórias consecutivas e quatro jogos sem sofrer gols. A única dúvida na escalação é a presença do lateral-direito Fagner, que sentiu a coxa esquerda na partida contra o Deportivo Lara na última quinta-feira pela segunda fase da Copa sul-americana.

O jogador passou por exames no sábado, que não constataram lesão. Fagner ficou fora do treino de domingo e nesta segunda-feira Fábio Carille fechou o trabalho para os jornalistas. Vagner Love se mostrou otimista com a presença do companheiro na partida contra o Flamengo. 

"Todo mundo conta com ele. Acredito que ele esteja bem. Tivemos dias cansativos, o campo lá estava pesado, fofo, parecia que estávamos jogando na areia. E o cansaço vem. Acredito que não seja nada grave com ele, tem profissionais cuidando dele, e acredito que amanhã ele estará em campo mostrando a eficiência que tem", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.