Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Mancini dá atenção a Luan, pede ajuda extra e não pretende desistir do meia do Corinthians

Jogador tem apresentado evolução, mas ainda necessita de cuidados para não se abalar com as críticas

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2020 | 09h00

Luan é um dos jogadores mais comentados pela torcida do Corinthians. Há quem o critique, mas também quem o defenda. O fato é que mesmo seus fãs admitem que ele ainda não conseguiu apresentar o futebol dos tempos em que brilhou no Grêmio, sob o comando de Renato Gaúcho.  Por isso, Vagner Mancini não vai desistir do jogador e lhe dará uma atenção especial. A diretoria também não quer 'jogar fora' um investimento elevado do clube, de R$ 22 milhões.

Membros da comissão técnica e da diretoria avaliam que Luan pode render frutos no Corinthians, mas precisa de apoio e da demonstração de pessoas que acreditam em seu futebol. A avaliação é que ele tem uma personalidade frágil, que se abala muito facilmente com as críticas e isso precisa ser melhor trabalhado. Neste ponto, Mancini tem atuado bem e sempre reforça a confiança no atleta. Contra o Atlético-MG, foi o segundo jogo seguido em que o atacante foi titular. 

Os elogios públicos fazem parte deste "tratamento" ao jogador. Quase um acolhimento. A ideia é que a imagem negativa perante a torcida diminua com boas atuações e o passar do tempo. Para isso, Luan também precisa render mais em campo. As más atuações e a postura do atacante em alguns jogos fizeram com que parte da torcida até levantasse a hipótese de que ele estaria com depressão. Atleta e clube negam a informação. 

Mancini tem dado oportunidades para Luan. Na derrota para o Atlético-MG, sábado passado, o treinador fez questão de elogiar a postura do jogador, mas deixou claro que espera vê-lo tendo maior regularidade nas partidas. Mancini quer Luan agitado em campo, dando seu máximo fisicamente. "Precisamos cobrá-lo para ele ser mais do que foi contra o Atlético, mas é preciso entender que ele está se readaptando. Vamos acreditar que o Luan vai nos dar respostas", disse o comandante corintiano, que sempre gosta de comentar individualmente a situação dos atletas nas entrevistas. 

Nos bastidores, a diretoria espera que Luan volte a apresentar uma sequência de bom futebol, já que foi contratado por um valor elevado. No fim do ano passado, o Corinthians pagou 5 milhões de euros (R$ 22,7 milhões) por 50% dos seus direitos econômicos. O Grêmio ficou com a outra metade e ainda quitou valores devidos da transferência de Juninho Capixaba ao time gaúcho. Luan assinou contrato válido por quatro temporadas.

Sob o comando de Mancini, Luan ainda entrou no decorrer da partida em mais cinco jogos, contra Flamengo, Vasco, América-MG (dois jogos da Copa do Brasil) e Internacional. No total, o jogador já fez 14 jogos pelo Brasileirão e tem apenas um gol marcado, contra o Fortaleza. Fora de campo, Mancini trabalha para deixar o jogador feliz, sorridente e mais tranquilo em relação às cobranças. O treinador compra essa 'briga' porque acredita em Luan.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.