Arquivo/AE
Arquivo/AE

Vagner Mancini diz que não teme perder cargo no Santos

Treinador afirma que a imprensa quer jogar notícia onde não existe e fala que tem o apoio do presidente

Agencia Estado

28 de junho de 2009 | 21h37

O empate por 1 a 1 no clássico com o Palmeiras, com um gol no fim da partida, foi um desfecho consolador para uma semana complicada para o Santos. Além de uma nova polêmica envolvendo o goleiro Fábio Costa e a constatação de uma lesão mais grave no atacante Maikon Leite, o time da Vila Belmiro passou os últimos dias negando que o técnico Vagner Mancini está com o cargo ameaçado.

Veja também:

linkPalmeiras e Santos empatam em 1 a 1 no Palestra Itália

especial Mercado: as transferências dos times

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela / tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O ponto suado no Palestra Itália pode diminuir a pressão sobre o treinador - havia rumores de que a demissão era certa em caso de derrota para o Palmeiras. "Muito se fala e a imprensa quer jogar notícia onde não existe", afirmou o técnico santista neste domingo. "Quero que isso pare, pois às vezes fica parecendo que eu sou um cara irritado."

Conhecido por manter boa relação com a diretoria santista, porém, o recém-desempregado Vanderlei Luxemburgo é nome forte para voltar ao clube. "Nem quando eu tinha cinco anos eu tinha medo de fantasma. Tenho total apoio do Marcelo Teixeira (presidente do clube)", garantiu Mancini.

Após o empate, os jogadores fizeram questão de defender o técnico. "Acredito que o Mancini não está ameaçado, até pelo histórico dele. Mas a vitória seria melhor", admitiu o goleiro Douglas. Roberto Brum foi mais incisivo. "Tenho certeza de que o Mancini ainda vai fazer história dentro do Santos", afirmou o volante. "Falta a gente conseguir encaixar umas duas ou três vitórias para subir ainda mais na tabela."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.