Vágner Mancini faz mistério no Paulista

Cheio de mistérios. Esse é o Paulista, que enfrenta o Fluminense nesta quarta-feira, às 21h45, em São Januário, na grande final da Copa do Brasil. No jogo de ida, semana passada, jogando em casa, o time de Jundiaí venceu por 2 a 0 e pode levar o título inédito até com uma derrota no Rio.O técnico Vágner Mancini esconde o jogo o quanto pode. O único treino coletivo foi realizado na segunda-feira à tarde - e sem a presença da imprensa. Nesta terça, depois de um descontraído rachão, o treinador juntou seus jogadores e fez com que todos ficassem cobrando pênaltis por mais de meia hora.Antes, Vágner Mancini pediu que todos os jornalistas desligassem as câmeras. Um cinegrafista tentou fazer uma brincadeira ao ver que o aproveitamento não era dos melhores e o treinador foi tirar satisfação. "Nem se nós estivéssemos brincando você tinha o direito de fazer qualquer comentário", falou em alto e bom som.O único desfalque do Paulista é o atacante Léo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. E essa é uma das armas de Vágner Mancini para tentar atrapalhar a cabeça do colega Abel Braga, técnico do Fluminense.Medindo as palavras, não deixa escapar nenhuma dica. "O Léo fazia uma função específica. Ele é muito mais do que um simples segundo atacante. Era responsável por abrir espaço para o Mossoró chegar ao ataque também. Agora, sem ele, ainda estou estudando as opções que tenho. Posso colocar um outro atacante, ou reforçar o meio com um volante, ou até mesmo jogar com três zagueiros", despistou Vágner Mancini.O esquema, no entanto, deverá ser mantido: dois zagueiros, dois volantes, dois meias e dois atacantes. Tudo para enfrentar o Fluminense de igual para igual, sem recuar e esperar os cariocas no campo de defesa. "Não dá para eu ficar pensando em me defender noventa minutos. Precisamos ser um pouco mais ofensivos e, se possível, marcar um gol e aumentar a nossa vantagem", explicou o técnico. "Vamos para o Rio para jogar futebol. Foi assim que o Paulista conseguiu se classificar em todas as fases anteriores."Se por um lado Léo está fora, Vágner Mancini comemora o retorno da experiência do zagueiro Anderson, que cumpriu suspensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.