ALEX SILVA/ ESTADÃO
ALEX SILVA/ ESTADÃO

'Vai ficar marcado na minha vida', diz Welington sobre golaço pelo São Paulo em clássico

Jovem lateral foi um dos protagonistas no triunfo sobre o Corinthians que garantiu time tricolor na final do Paulistão

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2022 | 18h50

A vitória sobre o Corinthians que garantiu o São Paulo em sua segunda decisão de Campeonato Paulista e quebrou um tabu de 22 anos sem vencer o rival em mata-mata, só foi possível graças aos jovens jogadores formados em Cotia. Pablo Maia, Rodrigo Nestor e Welington foram protagonistas no clássico deste domingo. O lateral, autor de um golaço que abriu o caminho para o triunfo e eleito o craque da partida, disse que não se esquecerá tão cedo do que viveu nesta tarde no Morumbi.

"Esse dia vai ficar marcado na minha história e na minha vida", resumiu o jovem. "Apesar de ter apenas 21 anos, sempre quando eu entro em campo procuro dar o meu melhor. E ganhar um jogo, ainda mais dessa dimensão, um clássico como esse, poder ajudar minha equipe com o gol, não tem sensação melhor".

Welington é uma aposta de Rogério Ceni, que deixou o veterano Reinaldo no banco para lançar mão do garoto de 21 anos desde o início da partida. Foi seu sexto jogo na temporada e o terceiro como titular. Além dele, o treinador usou entre os titulares outros quatro jovens crias das categorias de base: Diego, Pablo Maia, Rodrigo Nestor e Igor Gomes. 

"Excelente partida de toda a equipe. Nos primeiros jogos foram difíceis de me adaptar, agora o grupo está unido, bem, e não tem outro resultado a não ser a vitória", observou o atleta. 

Atual campeão estadual, o São Paulo reencontra o Palmeiras na decisão, disputada em duas partidas, quarta-feira, e no fim de semana. O primeiro duelo será no Morumbi, às 21h35, e o segundo ainda não tem data e local definidos. O clube alviverde tenta antecipar a finalíssima para sábado para poder haver tempo hábil de jogar em seu estádio, o Allianz Parque, que recebe no dia 5 show da banda Maroon 5.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.