Daniel Augusto Jr/ Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr/ Ag. Corinthians

Vaiado antes de jogar, Willians se diz chateado com torcida do Corinthians

Carille disse ter conversado bastante com o jogador por conta das críticas

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2016 | 08h20

O volante Willians, do Corinthians, revelou na madrugada desta quinta-feira ter ficado chateado com as vaias recebidas no Itaquerão antes mesmo de entrar no segundo tempo da vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. Ao ser chamado pelo técnico Fábio Carille, o jogador ouviu a manifestação negativa da torcida enquanto ouvia as instruções para entrar na vaga de Rodriguinho.

O descontentamento da torcida com Willians ficou evidente em mais de um momento. Antes mesmo de o volante entrar em campo, chegou a ser chamado por Carille, que decidiu adiar a substituição e pedir para o jogador retornar ao banco de reservas. Essa escolha fez a torcida comemorar. A postura mudou logo depois, quando novamente o técnico chamou o reserva. "Fiquei chateado. Mas isso não pode me abalar. Tenho que esquecer", disse na saída do estádio.

Na entrevista coletiva depois da partida, o treinador corintiano contou que adiou a substituição no primeiro momento porque Rodriguinho pediu para esperar. Assim que ouviu as vaias, Carille procurou falar com Willians. "Eu passei toda a tranquilidade para ele. O Willians entrou bem, ocupou um setor que era importante, porque o Cruzeiro tinha colocado mais jogadores. Precisávamos proteger", explicou. 

Willians garantiu que por ser experiente, com 30 anos, não será afetado pelo ocorrido. "Eu já esperava pelas vaias. Mas o torcedor tem que me respeitar. O que aconteceu só vai me dar mais força para trabalhar", disse. O curioso é que o volante entrou em campo na partida contra o clube que detém os seus direitos econômicos. O atleta foi emprestado pelo Cruzeiro ao Corinthians até o fim desta temporada.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.