Andrew Winning/Reuters
Andrew Winning/Reuters

Vaiado após empate, Neymar diz não se importar com as críticas na seleção

'Isso está cada vez mais comum, mas não me incomoda. Podem xingar porque não vai adiantar nada', diz

Almir Leite - ENVIADO ESPECIAL, O Estado de S. Paulo

25 de março de 2013 | 20h40

LONDRES - Vaiado por boa parte dos torcedores em Londres e chamado até de "pipoqueiro" após o amistoso da seleção brasileira com a Rússia, Neymar garantiu que não esquentar a cabeça com as críticas. "Isso está cada vez mais comum, mas não me incomoda. Podem xingar porque não vai adiantar nada."

O craque do Santos definiu a partida contra a Rússia como bastante complicada e ressaltou que o empate por 1 a 1 com a Rússia foi bom. "É melhor empatar do que perder. Eu acho que nesses dois jogos (Itália e Rússia) a seleção teve coisas boas", considera.

Ele se disse à vontade no time e acha que apesar da forte marcação conseguiu fazer um bom papel e não reclamou da dureza dos russos. "A marcação não é diferente da que recebo no Brasil. Para mim é tudo normal"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.