Vaiado, Emerson fala em 'apagão' do Corinthians na Vila

Torcedores vaiam os jogadores do time alvinegro após o clássico

Vítor Marques, Agência Estado

30 de janeiro de 2014 | 00h22

SANTOS - Emerson, que entrou no segundo tempo e foi um dos jogadores vaiados pela torcida, disse que o Corinthians sofreu um "apagão" na Vila Belmiro, onde foi goleado pelo Santos por 5 a 1, nesta quarta-feira, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. "Quem entende de futebol sabe que isso não foi normal, deu um apagão. Vamos esquecer a noite de hoje (quarta). Ninguém gosta de perder, perdemos e precisamos reconhecer a superioridade do Santos".

Já o goleiro Walter admitiu que o fato de o time ter se arriscado para tentar diminuir a desvantagem deixou a defesa desguarnecida. "Depois do terceiro gol, a casa caiu, erramos e foi tudo por água abaixo".

A goleada diante de um dos maiores rivais fez com que a torcida se voltasse contra todo o time e não só contra Alexandre Pato, como aconteceu na derrota do último sábado contra o São Bernardo, no estádio do Pacaembu. "Não é mole, não, tem de ser homem para jogar no Timão!", gritaram as torcidas organizadas que foram à Vila Belmiro. Foram ouvidos também gritos de "raça" e xingamentos direcionados a Emerson.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.