Val Baiano mostra tranquilidade para subir no Flamengo

O centroavante Val Baiano não teve um bom ano no Flamengo. Contratado no segundo semestre para o lugar de Adriano, que havia se transferido para a Roma, o jogador não conseguiu mostrar o bom futebol dos tempos de Barueri (hoje Prudente) e só marcou seus primeiro gol pelo clube carioca após 11 partidas. No final, foram apenas três em 17 jogos.

AE, Agência Estado

11 de dezembro de 2010 | 17h45

Para 2011, o atacante já declarou que não está se importando com as críticas que recebe e diz que vai trabalhar muito para recuperar o prestígio. O segredo para isso, de acordo com Val Baiano, é a tranquilidade.

"O Flamengo não tem impaciência. Já estive do lado do torcedor e eles querem que o Flamengo conquiste todos os campeonatos. A pressão existe o ano todo no Flamengo e como o Vanderlei Luxemburgo disse, quem não aguenta pressão vai embora", afirmou o atacante, em entrevista ao site oficial do clube.

Vice artilheiro do Brasileirão de 2009, com 18 gols, Val Baiano lamenta que as oportunidades não tenham aparecido tanto no Flamengo, mas confia que com o técnico Vanderlei Luxemburgo um esquema de jogo ofensivo seja implementado para valorizar a presença de área dos centroavantes. "Os atacantes sofreram muito neste campeonato e somente depois da chegada do Luxemburgo, a bola passou a chegar com mais frequência ao ataque. No próximo ano espero que isso melhore para poder mostrar serviço", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoVal Baiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.