Robson Fernandjes/Estadão
Robson Fernandjes/Estadão

Valcke elogia Cuiabá e prevê entrega de estádio no prazo para a Copa

Apesar de preocupado com com o gramado, secretário-geral da Fifa confirma término das obras para fevereiro

Agência Estado

21 de janeiro de 2014 | 08h53

CUIABÁ - A segunda-feira foi bastante movimentada para o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke. Depois de visitar o Itaquerão durante o dia, o dirigente foi para Cuiabá, no Mato Grosso. À noite, fez uma vistoria na Arena Pantanal e parece ter gostado do que viu. Depois de passar por mais uma das sedes da Copa do Mundo deste ano, ele fez elogios ao estádio e à cidade.

"É sempre um prazer voltar a Cuiabá porque é uma das cidades que tem feito o máximo com a possibilidade de sediar a Copa do Mundo. Estamos a quatro meses e três semanas do evento, quando milhares de pessoas de todo o mundo virão para cá. Nós recebemos notícias importantes em três áreas: a instalação dos assentos, o campo, e os eventos-teste que precisam ser realizados antes da Copa", declarou.

A instalação dos assentos e o gramado parecem ser os pontos que mais preocupam Valcke na Arena Pantanal. Apesar disso, o dirigente da Fifa confirmou que o estádio deve mesmo ser entregue em fevereiro, prazo que já havia sido anunciado pelo governador do Mato Grosso, Silval Barbosa.

"Todos estamos trabalhando para que todas as instalações estejam prontas e em boas condições para a Copa do Mundo. Posso confirmar que quando o estádio é entregue no prazo previsto nos deixa uma situação confortável, mas temos todos de trabalhar juntos neste momento. Aqui em Cuiabá, a previsão de entrega é para o final de fevereiro. Estamos acompanhando as questões do gramado e dos assentos", disse.

Apesar dos elogios, Valcke não esqueceu de cobrar as autoridades locais para que o estádio realmente seja entregue no tempo previsto e em boas condições para receber os quatro jogos do Mundial que lá acontecerão. "Em 2007 o Brasil pediu para organizar a Copa. Logo, 31 seleções chegarão com milhares de torcedores e 15 mil jornalistas. Precisamos trabalhar juntos com os recursos que temos."

Depois de iniciar sua primeira visita ao Brasil na segunda-feira, Valcke dará sequência às vistorias em estádios nesta terça, quando vai à Arena da Baixada, em Curitiba. No dia seguinte, ele estará presente na abertura da Arena das Dunas, em Natal. Por fim, na quinta, visitará um projeto social no Rio e participará da reunião de diretoria do Comitê Organizador Local (COL).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.