Paulo Fernandes/vasco.com.br
Paulo Fernandes/vasco.com.br

Valdir Bigode comemora 'empate excelente' do Vasco com o Atlético-MG

Apesar do entusiasmo do técnico, time de São Januário segue na zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2018 | 09h38

O Vasco somou apenas um ponto contra o Atlético Mineiro na noite desta quinta-feira, no Independência, mas o empate sem gols foi comemorado pelo técnico Valdir Bigode. Na sua avaliação, o resultado foi "excelente", apesar de manter a equipe carioca próxima da zona de rebaixamento.

"Com relação ao resultado, eu acho que foi excelente para nós. Eu sei que o Atlético teve grandes chances de matar o jogo, mas nós também tivemos. O jogo foi bom. Controlamos a bola de um lado para o outro no meio-campo. Tivemos boas chances pelos lados, nossa defesa se portou muito bem", comentou o treinador interino do Vasco.

Segundo Valdir, o reforço na defesa ao colocar três volantes em campo não se deveu a uma opção estratégica. E, sim, em razão da baixa do meia Thiago Galhardo, lesionado. "Nossa necessidade de entrar com três volantes não era defensiva", ressaltou o treinador, que diz ter ficado sem opções para o setor.

Técnico interino, sem saber até quando vai continuar comandando a equipe cruzmaltina, Valdir agradeceu o apoio da comissão técnica e falou em tom de despedida ao fim da partida. A diretoria do clube está em negociação com Alberto Valentim, que dirigiu o Botafogo e teve breve passagem pelo futebol egípcio nas últimas semanas. Se a contratação for confirmada, Valdir deve retomar suas funções como auxiliar técnico permanente.

"A gente tem uma equipe na retaguarda: o PC (Gusmão), o Sandro, o Marquinhos (Valadares) para me ajudar. Nem sempre precisamos fazer mudança para o segundo tempo. Na conversa conseguimos melhorar e ter um pouco mais de saída de bola. Se tiver jogo quarta e domingo, é pouco trabalho, conversar bem pontual. Não ficar enchendo a cabeça do jogador. Eu sei como funciona. Estamos tentando, com simplicidade, melhorar. Muitas informações, quando chega da primeira à décima, o cara não lembra mais", disse o interino.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolVascoValdir Bigode

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.