Valdir e Anderson brigam no Vasco

O clima ficou tenso entre os atacantes do Vasco, Anderson e Valdir, que brigaram durante o treino de hoje à tarde, em São Januário. Os atletas se agrediram e chegaram a rolar, atracados, no gramado. O técnico Geninho lamentou a confusão, mas disse que, desta vez, os "brigões" não sofrerão punições porque o ocorrido são "coisas do futebol". Mas, se o episódio voltar a acontecer, haverá uma punição. O experiente Valdir, artilheiro do Campeonato Carioca com 14 gols, não quis comentar o caso. Mas, a jovem revelação do Vasco, Anderson, contou como ocorreu o desentendimento. "Fui chutar a bola na direção dele, só que de brincadeira. Ela nem chegou a acertá-lo. O Valdir me empurrou e nós rolamos no gramado. Mas não houve socos nem pontapés. Sofri escoriações no rosto, mas não sei se foi da chuteira do Valdir ou de outros jogadores", contou Anderson. De acordo com ele, os dois ainda não se falaram. Há dois dias sem treinar com bola por causa de uma virose, o meia Pekovic participou hoje do coletivo e mostrou bom desempenho. Com isso, é certa a sua escalação no time titular no confronto com o São Caetano, domingo, no Estádio Anacleto Campanella, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.