Valdivia abre mão de R$ 2 mi para voltar ao Palmeiras

O chileno Jorge Valdivia quer mesmo fazer o possível para voltar ao Palmeiras no ano que vem. O meia, que jogou no clube paulista por dois anos e atualmente está no Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, abriria mão de R$ 2 milhões para voltar ao time pelo qual foi campeão paulista em 2008. Com isso, ele aumentaria suas chances de ser convocado para a Copa do Mundo do ano que vem.

AE, Agencia Estado

17 de outubro de 2009 | 12h31

Valdivia deixou o Palmeiras em agosto do ano passado para ganhar aproximadamente R$ 510 mil mensais no Al Ain. De volta ao Brasil, porém, ele deve receber cerca de R$ 170 mil no time paulista, o que resultaria na diferença de R$ 2 milhões em seis meses. A intenção do meia de abrir mão do valor para retornar à sua ex-equipe foi revelada neste sábado pelo jornal La Tercera de Santiago, do Chile.

Se a transferência se concretizar, Valdivia teria a oportunidade de jogar a Copa Libertadores pelo Palmeiras. Desta maneira, atenderia ao pedido do técnico argentino Marcelo Bielsa, que comanda a seleção chilena. Para Bielsa, o meia precisa disputar uma competição de grande porte para ter boas chances de ser convocado ao Mundial na África do Sul, no qual o Chile já está garantido.

A fim de conseguir a liberação para jogar no Palmeiras, com o qual afirmou já ter um acordo acertado, Valdivia ainda teria que se comprometer a voltar aos Emirados no segundo semestre de 2010. O objetivo do Al Ain é ir na bem na Liga dos Campeões da Ásia, competição em que considera fundamental o reforço do meia chileno.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasValdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.