Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Valdivia comemora retorno, mas Kleina adota cautela

Meia parece animado, mas treinador dá a entender que vai manter o jogador no banco

DANIEL BATISTA, Agência Estado

25 de fevereiro de 2013 | 12h48

SÃO PAULO - De volta após quatro jogos de ausência, recuperado de uma lesão na coxa esquerda, o meia Valdivia aprovou seu retorno aos gramados. Ele atuou durante pouco mais de 30 minutos na partida contra o União Barbarense, domingo, no Pacaembu, e já projetou a partida contra o Libertad, quinta-feira, em Assunção.

"O máximo que eu puder ajudar, com passes, gols, segurar a bola, falar com o juiz, já que falo espanhol. Estou bem e feliz por ter jogado. Quinta-feira é outra pegada", alertou o chileno.

Apesar de toda a animação e disposição do meia, o técnico Gilson Kleina pede paciência e dá a entender que Valdivia continua no banco de reservas para quinta-feira.

"O Valdivia está entendendo a situação. Quando ele cresce, a chance de voltar a ser um jogador excepcional aumenta. Se analisar o que vamos enfrentar no Paraguai, um adversário tranquilo e que marca forte, precisamos também começar com um time forte e competitivo", explicou o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasValdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.