Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Valdivia deixa presença em jogo nas mãos de Felipão

Chileno reclamou de dores na coxa esquerda, mas não descartou presença no jogo contra o Botafogo

DANIEL AKSTEIN BATISTA, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 13h14

SÃO PAULO - Depois de ser substituído por Obina no decorrer do confronto do Palmeiras diante do Atlético-GO, no último domingo, em Goiânia, pela 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro, Valdivia desembarcou no Aeroporto de Congonhas, no início da tarde desta segunda-feira, dizendo que a sua escalação no confronto com o Botafogo, nesta quarta, pela Copa Sul-Americana, no Rio, está nas mãos do técnico Luiz Felipe Scolari.

O meia chileno reclamou de dores na coxa esquerda neste domingo, mas não quis descartar a sua presença em campo diante do time carioca. "Não saí machucado, senti algumas dores musculares gerais e saí por precaução para não arriscar de ter uma lesão mais grave", afirmou o jogador.

A tendência, porém, é a de que Valdivia não enfrente os botafoguenses, tendo em vista o seu histórico recente de lesões musculares. Depois de se machucar no último dia 22 de julho, em partida contra o Náutico, o atleta desfalcou o Palmeiras por seis jogos. E foi justamente por causa de dores na coxa esquerda que ele acabou ficando estes seis confrontos afastado da equipe.

"Não gosto de ser poupado, mas vai depender do treinador. É preciso ter tranquilidade para adquirir o ritmo aos poucos", completou Valdivia, que havia voltado ao time no duelo contra o Flamengo, na última quarta-feira, e realizou apenas a sua segunda partida consecutiva no último domingo.

Valdivia será submetido a novos exames no início desta semana para saber se terá condições de encarar o Botafogo, assim como deve ocorrer com o zagueiro Thiago Heleno, que deu lugar a Leandro Amaro durante o confronto diante do Atlético-GO. "Saí com dores na virilha esquerda, mas talvez dê para jogar", disse o defensor nesta segunda-feira, ao projetar o duelo de quarta pela Copa Sul-Americana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.