Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Valdivia diz que nunca quis deixar o Palmeiras

Jogador declara amor ao clube e diz que está preparado para mais cobranças com a camisa alviverde

Daniel Batista, Agência Estado

16 de agosto de 2012 | 09h05

De volta ao time do Palmeiras na vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo, na Arena Barueri, quarta-feira, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o meia Valdivia resolveu romper o silêncio e falou sobre a possibilidade de deixar o clube. O chileno garantiu que nunca pensou em sair, ainda mais para o time carioca.

"Jamais coloquei em dúvida minha continuidade aqui. Flamengo foi atrás do Palmeiras, que não aceitou minha venda. O Felipão nunca me disse na cara que queria que eu fosse embora, por isso fiquei feliz em continuar aqui. Amo o Palmeiras e quando defendo suas cores, vou me dedicar sempre", disse o chileno, que foi criticado por torcedores após o jogo por vestir uma camisa do rival rubro-negro que foi trocada com outro atleta.

O chileno garantiu que está preparado para ser mais cobrado daqui em diante. "Claro que tem de se superar mais e sempre querer mais. Quem tem capacidade tem de ser cobrado em campo e tenho responsabilidade", garantiu o chileno, que diante do Flamengo completou o sétimo jogo no Campeonato Brasileiro e por isso não pode mais se transferir para qualquer clube da Série A do País.

Para o jogo contra o Atlético-GO, no próximo domingo, no Serra Dourada, o técnico Luiz Felipe Scolari está de volta ao banco de reservas, após cumprir dois jogos de suspensão, e não poderá contar com Henrique, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Valdivia deve jogar normalmente. 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPalmeirasValdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.