Valdivia exalta comprometimento do elenco no Palmeiras

Para o meia, o grupo palmeirense está unido para levar o clube ao topo

AE, Agência Estado

14 de abril de 2011 | 20h47

Líder do Paulistão, o Palmeiras depende só de si para avançar na primeira colocação à segunda fase do Campeonato Paulista. Já garantido no mínimo em segundo, se dará ao luxo de poupar titulares contra a Ponte Preta, no domingo, mesmo correndo o risco de perder a liderança para o São Paulo, o que mudaria os cruzamentos dos mata-mata. Valdivia prefere não se importar com isso.

"Se você quiser ser campeão, tem que ganhar de todo mundo. Se for Ponte, Mirassol, São Paulo, tem que ganhar do mesmo jeito. A gente não escolhe rival, a gente joga", garantiu o chileno, nesta quinta-feira.

De acordo com Valdivia, o grupo está unido para voltar a levar o Palmeiras ao topo. "A palavra é comprometimento. Dentro do vestiário, todos estão comprometidos a entregar um novo título ao Palmeiras", disse o chileno, que usou a marcação no ataque como exemplo disso. "A defesa está muito bem, quase não toma gol, e isso também tem a ver como a nossa marcação lá na frente."

Perguntando se preferia o esquema atual do Palmeiras, mais defensivo, ou o que foi campeão paulista de 2008, com Luxemburgo, mais voltado às qualidades ofensivas, Valdivia foi direto: sendo campeão, o esquema não importa. Ele gosta de vencer e comemora a boa fase do Palmeiras.

"No ano passado, a gente ganhava uma, duas e já perdia depois, empatava. Agora, faz 15 jogos que o time não perde. Além de não perder, estamos jogando bem. E a confiança é outra. O treinador soube entender como os jogadores reagem e a gente também entendeu o jeito dele de ser."

Por conta do jogo contra o Santo André pela Copa do Brasil é que Felipão decidiu poupar titulares contra a Ponte Preta, no Paulistão. Valdivia não diminui a importância do estadual: "Estamos brigando nos dois, são duas chances vivas. Todo título tem a sua importância. Claro que a Copa do Brasil leva à Libertadores, mas o Paulista é motivo de orgulho e de comemoração também".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.