Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Valdivia faz tratamento especial para evitar lesão recorrente

Meia do Palmeiras faz trabalho durante as férias, no Chile, com a aplicação do sangue no músculo para tentar acelerar a regeneração

Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2014 | 08h05

A temporada de 2014 foi mais uma em que Valdivia, do Palmeiras, se notabilizou mais pelas ausências do que pelos feitos em campo. Para tentar reverter o cenário no ano que vem, o meia fará um trabalho para tentar melhorar a lesão na coxa esquerda que o tirou de combate nas últimas rodadas do Brasileirão.

O jogador está se submetendo a um tratamento com plaquetas retiradas do seu próprio sangue para tentar acelerar a regeneração do tecido muscular. Valdivia precisou se submeter a injeções de anestesia para ter condições de entrar em campo no empate com o Atlético-PR, na última rodada da competição nacional, na qual o Palmeiras acabou se livrando do rebaixamento.

Curiosamente, quem está cuidando do atleta é o Colo-Colo, que gostaria de contratá-lo para a disputa da Copa Libertadores. O jogador admitiu o interesse, mas diz querer ficar no Palmeiras. "Já comuniquei minha postura, ele (o presidente Paulo Nobre) já sabe", disse o meia, logo após o fim do Brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasValdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.