Valdivia minimiza críticas e alfineta torcida organizada

O meia Valdivia evitou polêmica ao comentar sobre as vaias da torcida do Palmeiras após o jogo contra o São Caetano e por ser o alvo preferido da Mancha Alviverde em relação a críticas. Embora dê de ombros para a organizada, o meia aproveitou a ocasião para alfinetar.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

31 de outubro de 2013 | 18h33

"Cada um faz o que quiser. Agora que eles pagam ingresso, eles têm direito de fazer o que quiser na arquibancada", ironizou, se referindo ao fato de que desde a confusão na Argentina, quando membros da organizada agrediram os atletas, o presidente Paulo Nobre resolveu romper relações com a torcida e, dentre outras regalias, eles deixaram de receber ingressos do clube.

Valdivia disse não se preocupar com as vaias. "Depois do jogo não fui para casa pensando na torcida. Fui feliz pela maioria que elogiou o time quanto sofremos para voltar a Série A. A torcida do Palmeiras é gigante. Se tem uma parte que vaia, que pega no meu pé, não tem problema. Fico feliz em ajudar na volta para a Série A", completou o chileno.

O jogador treinou normalmente nesta quinta-feira e deve ser titular na partida contra o Paraná, sábado, às 16h20, no Durival de Britto.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasValdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.