Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Valdivia sente dores e tem retorno adiado no Palmeiras

Meia estava sendo preparado para as decisões do Paulistão e da Libertadores

DANIEL BATISTA, Agência Estado

25 de abril de 2013 | 17h15

SÃO PAULO - Valdivia voltaria ao time do Palmeiras no jogo deste sábado, contra o Santos, na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Paulistão. Era a maior aposta do time de Gilson Kleina nas fases decisivas do Estadual. Mas o meia chileno sentiu dores na coxa direita, local da contusão muscular que sofreu dia 14 de março, e tem de adiar seu retorno à equipe. Segundo os médicos do Palmeiras, Valdivia está afastado por tempo indeterminado e tornou-se desfalque certo tanto no clássico de sábado quanto no confronto de terça-feira, contra o Tijuana, no México, pelas oitavas de final da Libertadores.

"Intensificamos os treinos nesta semana e a dor na coxa voltou a incomodar o jogador. Ele disse que não está confiante para entrar no campo e jogar. Por isso, decidimos aumentar o prazo para o seu retorno", explicou o médico do Palmeiras, Otávio Vilhena, ao anunciar na tarde desta quinta-feira sobre o adiamento da volta de Valdivia.

O meia sofreu a contusão no dia 14 de março, durante jogo pelo Campeonato Estadual contra o Paulista. O prazo inicial de recuperação era de seis semanas, que acabaria agora. Ele já tinha sido liberado pelos médicos e vinha treinando com o grupo na Academia. Ocorre que teve essa recaída e retomou o tratamento. "Durante os treinos físicos, o Valdivia não demonstrou nada (de dor). Mas quando foi para o trabalho com bola, que é quando exige mais do músculo, o incômodo voltou", explicou o médico, ressaltando que o jogador será reavaliado na semana que vem para que os médicos determinem um possível retorno. Enquanto isso não acontece, Gilson Kleina vai se virando como pode.

Ainda de acordo com as informações do médico Otávio Vilhena, Valdivia ficou bastante abalado com mais esse problema médico. "A expectativa dele era de jogar pela seleção do Chile quarta (no amistoso contra o Brasil) e de jogar neste sábado. Ele está muito chateado por ficar mais um tempo fora." O Palmeiras encara o Santos em partida única na Vila Belmiro pelas quartas do Paulistão. Se perder, dá adeus ao torneio.

Sem Valdivia, Kleina aumenta sua lista de problemas para armar o time nos próximos jogos. Nesta semana, ele já perdeu o goleiro Fernando Prass e o zagueiro Vilson, dois titulares contundidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.