Valdivia treina em dois períodos e faz questão de ser visto com o elenco nas partidas

Meia recupera-se de lesão na coxa esquerda e precisa provar que tem condições de permanecer no Palmeiras

Valéria Zukeran, O Estado de S. Paulo

12 de fevereiro de 2013 | 08h41

SÃO PAULO - Valdivia não falou com a imprensa neste carnaval, mas, mais uma vez, fez questão de marcar presença nesta segunda-feira na Academia de Futebol do Palmeiras, onde se recupera de lesão na coxa esquerda. O chileno fez duas rápidas aparições nos corredores que interligam a academia de ginástica aos vestiários somente para dar o ar da graça. Queria ser visto. Nos bastidores do Palmeiras, o comentário é de que o jogador ficou muito irritado com as informações divulgadas pela imprensa, após sua contusão se tornar pública, de que o problema não impediria sua presença durante o carnaval em camarotes vips dos sambódromos de São Paulo e do Rio.

Mas não foi isso o que aconteceu. Por orientação da diretoria, o meia treinou em dois períodos neste carnaval e ainda se juntou à delegação que foi a Mogi Mirim domingo, em jogo pelo Campeonato Paulista.

Até o fim da tarde de segunda-feira, a comissão técnica ainda não havia definido se o jogador viajaria com o grupo para Itu, onde o Palmeiras vai se preparar para o confronto com o Sporting Cristal, marcado para quinta-feira, pela Libertadores. Existia a possibilidade de Valdivia continuar seu tratamento em São Paulo. Independentemente da viagem, o jogador tem treinamento marcado em dois períodos nesta terça e quarta-feira, dando continuidade ao seu trabalho de recuperação.

Valdivia sofreu uma pancada na coxa esquerda na partida contra o XV de Piracicaba. Reclamou de dores e foi cortado dos jogos por 15 dias, perdendo assim a estreia do Palmeiras na Libertadores.

A iniciativa de divulgar no site oficial do Palmeiras imagens de Valdivia em atividade no CT e sua presença nas arquibancadas no empate por 2 a 2 contra o Mogi Mirim, domingo, foi consenso entre jogador e diretoria. O objetivo foi claro: evitar desgaste desnecessário das partes envolvidas com a torcida. O Palmeiras tem uma semana importante que começa com o jogo diante do Sporting Cristal e termina com o clássico com o Corinthians, pelo Campeonato Paulista, domingo. Dois resultados adversos podem trazer de volta o clima de tensão no elenco.

 

Com a saída de Barcos, Valdivia deve voltar a ter o status de jogador mais importante do grupo de Gilson Kleina. O técnico não ignorou o fato e foi visto conversando com o chileno depois do treino desta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.