Valdyr Espinosa ataca a diretoria do Flu

O técnico Valdyr Espinosa pediu demissão nesta segunda-feira do Fluminense, alegando interferência da diretoria em seu trabalho e quebra de confiança. Aborrecido com o que considerou falta de apoio, afirmou que o clube manteve contato com Vanderlei Luxemburgo, demitido do Cruzeiro na semana passada. "Antes mesmo da definição da minha situação aqui, fizeram isso, o que posso esperar?", reagiu Espinosa, sem, no entanto, criticar Luxemburgo. Ele esteve à frente do Fluminense apenas por dois meses. Dirigiu a equipe em 10 jogos, com seis vitórias, dois empates e duas derrotas.De acordo com o técnico, o estresse com a diretoria do Tricolor teve início após a decisão da Taça Guanabara, quando o time foi derrotado pelo Flamengo por 3 a 2 e houve muita polêmica em torno da escalação do chamado ?quarteto mágico? composto por Romário, Roger, Edmundo e Ramon. Da lista, somente Roger estaria em condições físicas para atuar. "Ouvi dizerem que da próxima vez isso não ocorreria, os atletas não poderiam ser escalados naquelas condições. Ora, eles foram liberados pelos médicos e pelo preparador físico e a palavra final coube a mim." Espinosa recebeu na noite de domingo um telefonema de Romário, que lhe pediu que pensasse mais um pouco antes de tomar a decisão. "Mesmo que o Fluminense vencesse o Botafogo (jogo terminou em empate sem gols, domingo), eu já estava decidido a sair." O treinador relatou como se deu o acordo com o Fluminense e revelou uma confusão intrigante. "O contrato foi batido a primeira vez erradamente. Na segunda vez, permaneceu errado. Assim foi também na terceira vez. Por fim, no sábado, ele foi corrigido. Mas hoje, ao ler o documento, notei que não estava assinado por ninguém do clube." Com isso, Espinosa corre o risco de ficar sem receber o salário de fevereiro.DESDÉM - Nesta segunda, o técnico Ricardo Gomes, ex-seleção pré-olímpica, disse que não foi procurado por nenhum dirigente do Fluminense. Mas deixou clara a sua posição. "Se isso acontecer, não vou aceitar o convite, pois estaria arruinando a minha carreira definitivamente."

Agencia Estado,

01 de março de 2004 | 19h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.