Valencia segura empate e tira a Inter da Liga dos Campeões

Dona da melhor campanha nos grandes campeonatos nacionais na Europa e imbatível desde setembro de 2006. Nenhum desses atributos foi suficiente para levar a Internazionale adiante na luta pelo terceiro título da Liga dos Campeões. Nesta terça-feira, a equipe milanesa não saiu de um empate por 0 a 0 com o Valencia, fora de casa, e foi eliminada nas oitavas-de-final da competição.Como empatou a partida de ida por 2 a 2, há duas semanas, no Estádio San Siro, a Inter precisava vencer o jogo da volta ou conseguir uma nova igualdade, mas com placar superior a três gols, para garantir vaga na próxima fase.Sem Adriano, com uma lesão muscular, o técnico Roberto Mancini escalou a dupla Ibrahimovic e Crespo para a tarefa de bater a zaga valenciana. O sueco e os argentino, no entanto, tiveram atuação apagada, assim como o restante da equipe.Restou à Inter reclamar de um pênalti não marcado a seu favor aos 34 minutos do primeiro tempo, quando o zagueiro Albiol desviou a bola com a mão, dentro da área, depois de um chute de Crespo. O árbitro alemão Wolfgang Stark ignorou o lance e mandou o jogo seguir. Mesmo sem ser brilhante, o Valencia manteve-se seguro e não correu grandes riscos, com exceção de uma bola que Marchena tirou em cima da linha aos 29 minutos do segundo tempo. No final da partida, jogadores das duas equipes envolveram-se numa batalha campal, começada por Burdisso, da Inter, e Marchena, do Valencia. O inusitado é que é o zagueiro Materazzi, conhecido pela violência, incumbiu-se de separar os brigões.A polícia espanhola chegou a formar uma barreirade separação no túnel dos vestiários do estádio Mestalla para evitar ainda mais agressões entre os jogadores.Com a classificação, o time espanhol continua a busca pelo primeiro título no torneio - foi duas vezes seguidas vice-campeão, em 2000 e 2001. Já a Inter concentra suas forças nos campeonatos nacionais - lidera o Campeonato Italiano com 14 pontos de vantagem sobre a Roma, que também será sua adversária na final da Copa da Itália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.