Rafael Ribeiro / vasco.com.br
Rafael Ribeiro / vasco.com.br

Valentim exalta reencontro com Zé Ricardo e pede tranquilidade ao Vasco

Equipe alvinegra enfrenta o Vasco nesta terça-feira, pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

08 Outubro 2018 | 18h22

O clássico entre Vasco e Botafogo desta terça-feira, no Engenhão, marcará o sexto encontro entre os técnicos Alberto Valentim e Zé Ricardo apenas nesta temporada. Se nos outro cinco Valentim estava do lado botafoguense e Zé Ricardo comandava o time cruzmaltino, desta vez os lados se alternaram, o que criou um atrativo a mais para este confronto, pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Foram muitos jogos. Eu e o Zé vamos para o sexto duelo nesse ano, sendo que agora estamos em lados diferentes. Em relação ao conhecimento do adversário, acho que está igual, até porque foram jogos equilibrados. É verdade que conhecemos bem o clube que trabalhamos anteriormente, mas esse conhecimento vai até um certo ponto. Passaram-se alguns meses e tem muita coisa nova. Futebol é imprevisível e não dá para você prever tudo", declarou Valentim nesta segunda-feira.

Se admitiu não conhecer a fundo o futebol praticado na atualidade pelo Botafogo, Valentim se declarou um fã do trabalho de Zé Ricardo. "Eu gosto muito do trabalho do Zé Ricardo. Acho ele um grande treinador. Vejo o Botafogo hoje como uma equipe muito organizada, um time muito compacto e que procura jogar sempre. Essa ideia de jogo é a mesma que o Zé executou nos outros clubes pelos quais passou. Iremos enfrentar um time que procurar atacar com o máximo de jogadores quando está com a posse de bola."

Mas os elogios pararam por aí. Afinal, o confronto desta terça é fundamental para o Vasco, que, com os resultados do fim de semana, entrou novamente na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, em 17.º, com 30 pontos. Em crise, o time cruzmaltino precisa da vitória para colar no próprio Botafogo, 12.º colocado, com 33. Apesar da importância da partida, Valentim pediu tranquilidade a seus comandados.

"Procurei passar o máximo de tranquilidade para os atletas nesses dias. O que quero é que minha equipe jogue tranquila e com muita atenção daqui para frente, pois serão 11 finais até o término do Brasileiro. É preciso tranquilidade para colocarmos em campo tudo que temos feito de bom nos treinamentos. Se conseguirmos essa vitória, subiremos para o 12º lugar e passaremos o próprio Botafogo. É um jogo decisivo. As duas equipes precisam da vitória", analisou.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Botafogo Vasco Alberto Valentim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.